Seja o ano novo que você deseja!

Seja o ano novo que você deseja!

 

Dois mil e dezessete está no apagar das luzes. Para muitos, foi um ano trôpego, desafiador e desconcertante. Em Dezembro de 2016, o ano que viria se revelava promissor. O desejo de superarmos logo a crise, fazia dele um artigo desejado por todos. Agora estamos vivendo novamente essa mesma sensação. Dois mil e dezoito está logo ali na curva e ficamos ansiosos para que ele chegue.

Não posso me queixar de 2017, mas parece que todo ano que se vai, por melhor que tenha sido, é sempre pior do que o ano que se aproxima. Vivemos uma busca incessante de algo que está sempre lá fora, sempre no amanhã. É sempre o se realizar no ano que está por vir e não naquilo que é agora. E por que queremos tanto esse amanhã?

Fico a pensar o quão sedutor e estimulante que é enxergar o novo ano como uma tela em branco, um mundo de possibilidades. Se serão boas ou ruins, tudo depende da ótica. É como a estória do copo meio cheio ou meio vazio. Se focarmos na falta e na escassez, no erro, é isso que vamos enxergar. Nosso cérebro é seletivo e busca padrões. Qual tem sido o seu?

Do meu ponto de vista, devemos começar o ano acreditando que é possível. É possível focar mais na abundância, é possível ser mais grato, é possível votar melhor nas próximas eleições, é possível se reinventar e buscar novos caminhos, novas oportunidades, uma nova carreira, um novo relacionamento.

O ano pode ser bom ou ruim. No  final, só depende de você.

 

Mônica Cavalcanti
Mônica Cavalcanti
Sou formada em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e Pós Graduada em Gestão Estratégica de RH pela Universidade Estácio de Sá atuando há mais de dez anos em cargo de gestão na Área de RH em empresas de médio e grande porte do varejo, indústria e de serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *